válvula pressostato

Válvula Pressostato: Saiba Mais

Válvula Pressostato é um instrumente para medir pressão usado como parte componente do sistema de processos industriais ou para proteção de equipamento. Como base, a sua função é proteger a característica inicial dos equipamentos contra a subpressão ou sobrepressão colocada neles mesmos no momento do funcionamento.

Essa válvula pressostato, geralmente, é constituída por sensor, chave de duas posições (open e closed) e um mecanismo de ajuste de setpoint. Como método de ajuste de setpoint é utilizado, quase em todas as aplicações, uma mola com faixa para ajuste que deve ser selecionada de acordo com a pressão de ajuste e trabalho, e em forma oposta à pressão colocada.

O mais utilizado entre os mecanismos de mudança de estado é o micro interruptor, pode ser usado também uma ampola de vidro com mercúrio, que fecha ou abre o contato, sendo visto como normal fechado ou normal aberto.

Como funciona a válvula pressostato

Em seu início, o reservatório do compresso é encontrado vazio. No momento que é ligado, a válvula pressostato ativa o motor, dando começo ao processo de encher o reservatório. Quando a pressão no reservatório chega ao ponto máximo colocado no pressostato o motor é desligado e, nessa hora, o compressor deixa de funcionar.

Utilizando o ar comprimido, a pressão entra em queda até atingir o ponto mínimo colocado no pressostato, o motor é então acionado, recomeçando o ciclo de encher o reservatório presente no compressor. Enquanto o ponto de ligamento é chamado de cut-in, o de desligamento do pressostato é chamado de cut-out.

A diferença entre as duas pressões, de ligamento e desligamento, pode ser chamada de diferencial, sendo identificada dentro da figura por uma faixa cinza.

Sobre os acessórios utilizados: normalmente além da conexão principal pneumática e a fiação elétrica, existe também uma válvula ligada ao cabeçote do compressor por meio de um duto. A função dessa válvula é realizar a drenagem da pressão residual colocada no cabeçote antes do reinício do motor, de maneira que o mesmo possa ter início com uma carga reduzida. Essas válvulas são chamadas de válvulas de alívio.

A capacidade elétrica da válvula pressostato precisa ser compatível com a potência colocada no motor que será controlado. No caso de motores de porte grande, ou seja, acima da especificação dada pelo pressostato, o recomendado é colocar dispositivos próximos ao de partida de motores acoplados entre o motor e o pressostato ou contatores.

Uma consideração muito importante que deve ser feita em relação ao uso do pressostato é sobre o seu tempo útil de vida, independentemente da sensibilidade ou pressão desejada. Caso o número de ciclos que sua válvula deve operar (tempo de vida útil), seja de um milhão de vezes ou menos do que isso, utilizar os estilos bourdon ou diafragma é o recomendado.

Se esse número for ultrapassado, utilize o estilo pistão. Há uma exceção para essa regra que pode ser realizada quando a variação da pressão dentro do sistema é muito pequena, 20% ou até menos em relação a faixa ajustável. Dentro dessas condições, os estilos bourdon ou diafragma pode ser utilizados dentro de até 2,5 milhões de ciclos, só depois aparecerá a fadiga do sensor.

Outra consideração para o momento de escolher um pressostato é verificar a velocidade da ciclagem, isso sem nenhuma ligação a vida útil. Caso exista a necessidade de uma ciclagem maior do que uma dentro de um tempo de três segundo, o estilo pistão precisa ser especificado.

 

Clikss Brasil
× Como posso te ajudar?