O Que Você Precisa Saber Sobre Ar Comprimido

Envolvido nos mais diversos aspectos da nossa vida, o ar comprimido tornou-se indispensável nos mais diferentes ramos industriais.

 

Depois da água e da energia elétrica, o ar comprimido é o elemento mais presente nos processos de produção. Analogamente conhecido como energia proveniente do ar é, contudo, pouco lembrado, mas responsável por movimentar equipamentos industriais, ganhando inegavelmente mais espaço e tornando-se um diferencial competitivo. 

 

Ademais, o ar comprimido é uma necessidade do setor industrial, afinal cerca de 90% de todas as empresas de manufatura o certamente utilizam de alguma forma em seus processos de produção.

 

Sobretudo, o ar comprimido é um excelente meio para armazenar e transmitir energia, principalmente por ser flexível, versátil e seguro quando comparado a outros métodos como, por exemplo, baterias e vapor.

 

O ar comprimido é, antes de tudo, uma antiga forma de energia. Ganhou destaque Revolução Industrial, apesar de que a utilização surgiu em 1861, ao propósito de perfuração de rochas, ao passo que em 1950 foi aproveitado no segmento quando fundadas as primeiras indústrias de compressores. 

 

Por consequência, a área da engenharia que se ocupa do ar comprimido é, por certo, denominada “Pneumática”. Nesse sentido, estuda o controle e o uso da energia potencial de pressão de que está dotado o ar.

 

O que é:

Ar comprimido, em síntese, é o ar atmosférico que foi comprimido consistindo, primordialmente, em oxigênio (21%) e nitrogênio (78%). Em resumo, é um gás não tóxico e não inflamável, incolor e inodoro. Ou seja, é composto por diferentes moléculas de ar, cada uma com certa quantidade de energia cinética. 

 

Auxiliando na combustão, o ar comprimido é armazenado em cilindros, botijões ou galões e é obtido através de compressores. Por fim, estas unidades têm como função aspirar o ar da atmosfera e acumulá-lo sob pressão num depósito para consumo posterior. Em outras palavras, quando este ar estiver com uma pressão maior que a atmosférica, aí sim ele poderá trabalhar. Todavia, antes de disso, precisa ser filtrado e regulado.

 

Utilização

Sem dúvida o ar comprimido é usar em diversas áreas: arqueologia, pintura, limpeza, construção civil, transporte, farmacêutica, petrolíferas, siderúrgicas, mineração, agricultura e setor alimentício.

 

Por que utilizar?

Já que o ar comprimido é benéfico em muitos sentidos, tornou-se uma vantagem para o processo industrial, especialmente por sua fácil obtenção e por aqueles que procuram atingir metas de redução. 

 

  • Regulador de pressão
  • Baixo peso em relação à potência
  • Admite carga elevada sem superaquecimento
  • Combinações com outras formas de energia.
  • Custo
  • Flexibilidade
  • Transporte
  • Segurança 
  • Limpo.

 

Cuidados:

Inegavelmente umidade, óleo e partículas sólidas ou líquidas. Sem esses cuidados os poluentes ficarão suspensos no óleo lubrificante causando desgaste nos mecanismos, falhas na vedação, alterações nas propriedades químicas e, além disso, aumenta o custo da manutenção. 

 

Antes de abrir certifique-se de que as conexões não se desconectem, posto que o ar comprimido armazena grande quantidade de energia sob alta pressão. Treine a equipe para seguir normas de segurança. 

 

Decerto o ar comprimido não deve entrar em contato com o corpo. Mesmo não sendo tóxico, partículas microscópicas podem penetrar na corrente sanguínea e causar danos. 

 

Utilize peças de originais, elas e são sua garantia de segurança. A Tecnovapor trabalha com os melhores fornecedores. Acessórios industriais você encontra aqui!

Clikss Brasil
× Como posso te ajudar?